Nesta terça-feira, os principais índices americanos encerraram o dia em território positivo, impulsionados por um forte relatório de vendas do varejo. Os últimos dados de vendas no varejo mostraram que o setor segue aquecido, mesmo com a alta recente dos preços. As vendas saltaram 1,7% no mês de outubro, acima do consenso de 1,0%. O relatório mostrou grande força em várias categorias, de automóveis a artigos esportivos. As vendas online aumentaram 10,2% em relação ao ano anterior.

• Dow: (+0,15%)
• S&P: (+0,39%)
• Nasdaq: (+0,76%)

• Setores: Destaque positivo para Tecnologia XLK (+1,05%) e Consumo Cíclico XLY (+1,58%). Na ponta negativa, Imobiliário IYR (-0,59%) e Bens de Consumo (-0,63%). Entre os papeis, Home Depot (+5,7%) e Qualcomm (+7,8%) foram as maiores altas do S&P. Liderando as perdas, Actvision Blizzard (-6%) e Norwegian Cruise (-7,3%).

• Dólar: a moeda norte-americana avançou 0,75%, cotada a R$ 5,49.

 

Notícias Corporativas

Walmart ($WMT)
O Walmart reportou ontem seus resultados, antes da abertura do mercado, e bateu as expectativas mostrando que a empresa está reconquistando os consumidores mesmo com a inflação em alta. As receitas somaram U$ 140,53 bilhões (+4% a/a) vs U$ 135,6 bilhões esperados pelos analistas, e o lucro por ação foi de U$ 1,45 vs U$ 1,40 estimados. As vendas nas mesmas lojas nos EUA cresceram 9,2%, excluindo combustível, acima dos 6,9% esperados. As vendas de comércio eletrônico do Walmart nos EUA cresceram 8% em relação ao trimestre do ano anterior – ou 87% em uma base de dois anos. O tamanho do varejista está ajudando a administrar o problema na cadeia de suprimentos, enquanto negocia com os fabricantes, aumenta os seus estoques e freta seus próprios navios para transportar mercadorias em todo o mundo. O Walmart, conhecido por sua ênfase no “preço baixo do dia a dia”, é uma das varejistas que provavelmente enfrentará melhor um período de inflação. O CEO do Walmart, Doug McMillon, disse em um comunicado à imprensa que a empresa está ganhando participação no mercado de alimentos à medida que os consumidores dos EUA voltam às suas lojas. O Walmart possui um valor de mercado de U$ 409,65 bilhões, fwd P/E 23,05, beta 0,49 e no ano as suas ações sobem 1,91% contra 30% do S&P500.

Home Depot ($HD)
A Home Depot também divulgou ontem (16) seus resultados com números de receita e lucro que vieram acima das expectativas. As receitas totalizaram U$ 36,8 bilhões vs. expectativas de U$ 35,0 bilhões e o lucro por ação foi de U$ 3,92, ante consenso de U$ 3,40. As receitas apresentaram um crescimento de 9,2% na comparação anual e as vendas nas mesmas lojas (SSS) aumentando em 6,1%, contra expectativas de apenas 2,2%. O aquecimento do mercado imobiliários contribuiu para o aumento do gasto médio por cliente (+12,9%), mesmo com volume de vendas menor (-5,5%) no mesmo período. Mesmo com a comparação com o terceiro trimestre de 2020 seja difícil, por conta da alta demanda por projetos DIY (Do It Yourself), a empresa conseguiu apresentar bons resultados. Em números gerais, o lucro líquido total foi de US$ 4,1 bilhões, um aumento de 20,3% na comparação anual. A Home Depot (HD) possui um valor de mercado de US$ 393,3 bilhões e no ano as suas ações sobem 39,7% contra 39,2% do ITB, ETF que replica o desempenho das ações de empresas voltadas para venda de materiais de construção.

NetEase (NTES)
A companhia chinesa, NetEase do setor de games, serviços de publicidade, e-mail e plataformas de comércio eletrônico na China divulgou seus resultados referentes ao terceiro trimestre fiscal. Suas receitas cresceram 19% YoY, para U$3,4 bilhões e o lucro por ação foi de U$ 0,90, abaixo das projeções de U$ 0,96. A divisão de jogos online, responsável pela maior parte das receitas da companhia, faturou U$ 2,5 bilhões no trimestre, um acréscimo de 14,7% frente ao mesmo período do ano passado. Os games mobiles contribuíram com a maior parte, representando aproximadamente 70% das receitas do setor. Seu outro segmento, de “Innovative Businessess”, apresentou receitas de U$ 761 milhões (+25% YoY). Além disso, a empresa também conta com um mecanismo de pesquisa, uma espécie de “Google chinês”, chamado Youdao. As receitas da plataforma cresceram 54% em relação ao ano anterior, para U$ 213 milhões. As ações da NetEase saltaram no início da sessão, mas encerraram o dia próximas a estabilidade. Hoje, o valor de mercado da empresa é de aproximadamente U$ 74 bilhões, negociando a 3,6x lucros para 2022. No ano, seus papeis acumulam alta 16%.

Sea Limited (SE)
A Sea Limited, dona do Shopee e da plataforma de games Garena, foi outra que divulgou seus resultados nesta terça-feira. A companhia bateu as estimativas de receitas, mas reportou um prejuízo ligeiramente maior que o esperado. As receitas da empresa somaram U$2,7 bilhões vs U$ 2,46 bilhões esperados (+125% YoY) e o prejuízo por ação foi de -U$0,84 vs -U$0,78 projetados. As receitas do segmento de Digital Entertainment, que engloba um dos games mobiles mais jogados no mundo, o Free Fire, saltaram de 93,2%, para U$ 1,1 bilhão. O número de usuários pagantes cresceu para 93 milhões no período. O Shopee também viu suas receitas crescerem 134% YoY, para U$1,5 bilhão, e reportou um aumento de 81% no GMV, totalizando U$16,8 bilhões no período. No Brasil, a plataforma foi lançada no fim de 2019 e ocupa a primeira posição da categoria em número de downloads. A companhia também conta com um sistema de pagamentos digitais, o SeaMoney. O volume total de pagamentos foi de aproximadamente U$4,6 bilhões no trimestre, um acréscimo de 111% YoY. Além disso, o número de usuários pagantes cresceu para 39,3 milhões no período. A Sea Limited elevou pela segunda vez suas estimativas para o segmento de e-commerce, projetando receitas maiores para o ano, representando um crescimento de 135% na base anual. Hoje, a empresa está avaliada em U$184 bilhões e suas ações acumulam ganhos de 72% no ano. Seus papeis caíram cerca de 3,5% no pregão.

Stone (STNE)
A brasileira Stone divulgou ontem a noite seus resultados referentes ao terceiro trimestre de 2021. Os números vieram abaixo do esperado e suas ações despencam 9,2% no after-market. A empresa reportou um lucro por ação de U$ 0,46 vs. expectativas de U$ 0,60. Apesar do ganho de market-share (de 10,6% para 12,7%) e de um maior volume de transações (+7,6% YoY), o lucro líquido ajustado da Stone reduziu 54% em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 132,7 milhões. Em termos contábeis, a empresa apresentou um prejuízo líquido de R$ 1,26 bilhão (vs. lucro de R$ 250 milhões no 3T21), por conta do ajuste negativo do valor do investimento no banco Inter. As ações do banco digital (BIDI11) caíram 40% no terceiro trimestre. Do lado positivo, a base de clientes dos segmentos de pagamentos e serviços financeiros apresentou crescimento expressivo na comparação anual, de 107%, 300%, respectivamente. No relatório a empresa recorda que, de acordo com o que já havia sido divulgado, o nível de investimento no crescimento da operação foi aumentado significativamente em relação ao mesmo período do ano passado, para R$ 120 milhões.
A Stone possui um valor de mercado de US$ 9,3 bilhões e suas ações caem 62,7% no ano de 2021, contra queda de 34% da PagSeguro (PAGS), um de seus principais concorrentes.

 

O que esperar para o mercado hoje:

• Ásia: As bolsas na Ásia fecharam em queda, com o Nikkei cedendo 0,4%, o Hang Seng 0,3% e na Índia – 0.5%. Já na China a bolsa teve alta de 0.4%

• Europa: tons mistos na Europa com queda na Inglaterra e Espanha, mas leves altas na Alemanha, França e Itália.

• Futuros: estáveis e indefinidos oscilando perto do zero a zero. O petróleo cai 0,8% e os futuros do minério de ferro caem cerca de 0,2%.

• Agenda: Licenças de Construção (outubro)

• Balanços: Target, Lowe’s, TJX, BiliBili, Baidu, Nvdia, Cisco, Victoria Secret e VTEX.

Gostou deste artigo?

Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro de tudo

    Desejo receber atualizações de notícias, eventos e ofertas.

    Ainda não é cliente?

    Abra sua sua conta sem custos para ter acesso a todo o nosso material

    Abra sua conta
    Precisa de ajuda?