Como foi o mercado ontem:

**ONTEM**
Após uma semana marcada por intensa volatilidade, os principais índices americanos ganharam folego no pregão da última sexta-feira (28) e encerraram em território positivo, impulsionados principalmente pelas ações de tecnologia.

• Dow: +1,65%
• S&P: +2,43%
• Nasdaq: +3,13%

Setores: Todos os principais setores do S&P 500 fecharam em alta, com destaque para Biotecnologia (+3,59%) e Tecnologia (+4,37%). As ações da Apple encerraram a sessão com ganhos de 7% após a divulgação de seus resultados trimestrais.
Dólar: O dólar fechou em queda de 0,60%, cotado a R$ 5,39, o menor patamar em quase quatro meses, com a estabilização dos mercados globais e a recuperação de Wall Street no fim do dia abrindo caminho para mais demanda por risco e vendas da moeda norte-americana.

Notícias Corporativas

Chevron ($CVX)
As ações da Chevron caíram mais de 3% a sexta depois da empresa reportar resultados mistos e de suas ações terem atingido máximas históricas nessa semana. A Chevron reportou lucro de US$ 2,56/ação enquanto os analistas esperavam US$ 3,12/ação – essa diferença se explicada por itens extras e não recorrentes. A receita, no entanto, chegou a US$ 48,13 bilhões, superando os US$ 45,69 bilhões esperados. A Chevron disse que a produção de petróleo em todo o mundo caiu cerca de 5% ano a ano durante o trimestre; já o preço médio de venda por barril quase dobrou ano a ano, subindo para US$ 63, acima dos US$ 33 do ano anterior; o preço médio de venda do gás natural saltou para US$ 4,78 por mil pés cúbicos, acima dos US$ 1,49 no mesmo trimestre do ano passado. Esses preços mais altos ajudam a explicar os números e a forte geração de caixa da empresa.
A empresa aumentou seu dividendo trimestral recentemente $0.08, ou cerca de 6%, para US$ 1,42 por ação. A Chevron disse em comunicado que este é o 35o ano consecutivo em que a empresa aumentou seu pagamento aos acionistas. A Chevron vale US$ 260 bilhões, negocia a um múltiplo forward P/E de 12x, dividend yield de 4.2% e suas ações sobem 15% no ano.

Caterpillar ($CAT)
A Caterpillar divulgou seus resultados referentes ao quarto trimestre, com números acima das expectativas dos analistas. Suas receitas somaram US$ 13,8 bilhões no período, um crescimento de +23,2% ano a ano, enquanto o lucro por ação foi de US$ 2,69, ante consenso de US$ 2,26. A margem de lucro operacional ficou na casa dos 11,7%, uma queda em relação aos 12,3% reportados no 4T de 2020.
As vendas totais do ano fiscal de 2021 somaram US$ 51,0 bilhões, um avanço de 22% em comparação com US$ 41,7 bilhões em 2020. O aumento refletiu a maior demanda do usuário final por equipamentos e serviços e o impacto das mudanças nos estoques dos revendedores. A companhia encerrou 2021 com um fluxo de caixa operacional de US$ 7,2 bilhões. Durante o ano, a empresa recomprou US$ 2,7 bilhões em ações ordinárias e pagou dividendos de US$ 2,3 bilhões. A liquidez permaneceu forte, com um saldo de caixa empresarial na casa dos US$ 9,3 bilhões.
As ações da Caterpillar fecharam em queda de 5,19% após a divulgação dos resultados. Hoje, a empresa está avaliada em US$ 116 bilhões e negocia a 17x lucros para 2022. Nos últimos 12 meses, seus papeis acumulam alta de 15%.

VF Corporation ($VFC)
A VF Corporation (VFC), dona de marcas como Vans, Timberland, Dickies e The North Face, divulgou seus resultados na sexta-feira. Os números vieram abaixo das expectativas do mercado e as ações caíram 6,5%. A empresa reportou receitas de US$ 3,62 bilhões, aquém das expectativas de US$ 3,89 bilhões, enquanto o lucro por ação ajustado foi de US$ 1,35 quando a expectativa era de US$ 1,40. Apesar disso, as receitas cresceram 22% em relação ao mesmo período do ano passado, com a reabertura da economia sendo um dos principais fatores. Porém, a VF disse que sofreu atrasos na fabricação durante o 3T, mas que espera voltar à “capacidade quase total” nas próximas semanas. Dentre as principais marcas da companhia, a que obteve um maior crescimento nas vendas foi novamente a The North Face (+28%), seguido de Timberland (+11%), Vans (+8%) e Dickies (+4%). Para o ano de 2022, a empresa espera obter aproximadamente US$ 11,85 bilhões em receitas (+28%), incluindo uma contribuição de US$ 600 milhões da marca Supreme. Para o lucro líquido, a expectativa é de US$ 3,20 por ação.
A VF Corporation possui US$ 24,5 bilhões de valor de mercado. Suas ações caem 15,4% desde o início de 2021 e 21,41% nos últimos 12 meses.

Colgate ($CL)
A Colgate-Palmolive reportou seus resultados na sexta. Os valores de lucro e receita vieram bem próximos do esperado pelo mercado. O lucro por ação no período foi de US$ 0,79 vs. expectativas de US$ 0,78, enquanto as receitas somaram US$ 4,4 bilhões, ante consenso de US$ 4,41. No ano, as receitas cresceram 5,8% e o lucro, de US$ 2,17 bilhões representa queda de 17,7% explicado por uma baixa contábil de US$ 518 milhões, relacionada a ágio e ao negócio de saúde da pele Filorga. Além disso, outro ponto que prejudicou a rentabilidade foram os altos custos de matérias-primas, materiais de embalagem e maiores despesas gerais por conta de custos de logística mais altos. Para este ano, a Colgate projeta que o crescimento das vendas líquidas seja entre 1% a 4%, considerando impacto cambial, e prevê que o crescimento orgânico das vendas esteja dentro de sua meta de longo prazo de 3% a 5%. Segundo o CEO Noel Wallace, o cenário decorrente da pandemia ainda é muito incerto por conta das interrupções na cadeia de suprimentos, dos aumentos nos custos de matéria-prima e logística, da volatilidade na demanda e das variações nas moedas dos países consumidores.
A Colgate-Palmolive possui US$ 68,7 bilhões de valor de mercado e suas ações estão com queda de 3,5% em 2022. Nos últimos 12 meses, o papel tem alta de 3,15%.

Comcast ($CMCSA)

Na quinta-feira a Comcast divulgou resultados que superaram as estimativas de analistas. As ações da companhia subiram após o relatório, mas apagaram os ganhos durante a teleconferência de resultados. A companhia reportou um lucro por ação de U$ 0,77 contra U$ 0,73 estimados e receitas de U$ 30,34 bilhões vs U$ 29,61 bilhões projetados. O número de clientes de internet ficou abaixo do esperado, com 212.000 adições líquidas, ante 222k esperados. A Comcast atua em diferentes segmentos sendo o mais relevante o de internet e TV a Cabo (é dona da Sky); mas ela também opera, Estúdios, segmento de mídia e parques temáticos. A Comcast anunciou um aumento de 8% no dividend yield, para 27 centavos de dólar por trimestre, e autorizou um programa recompra de ações de U$ 10 bilhões. Sua plataforma de streaming suportada por anúncios da NBCUniversal, Peacock, encerrou 2021 com 24,5 milhões de contas ativas mensais. Desse total, mais de 9 milhões são assinantes pagos, que geram aproximadamente U$ 10 em receita média por usuário, incluindo publicidade. O CEO, Brian Roberts disse que a empresa continuará a aumentar os investimentos na Peacock e destacou que alguns de seus títulos ainda estavam em outras plataformas de streaming até o final do ano devido a acordos de licenciamento. Segundo ele, a maior parte do conteúdo será adicionada em breve.
Hoje, o valor de mercado da Comcast é de aproximadamente U$ 221 bilhões, negociando a 13x lucros para 2022. Suas ações registram queda de 7% nos últimos 12 meses.

O que esperar para o mercado hoje

Começamos uma semana que promete ser bastante intensa em termos de resultados e divulgação de dados macroeconômicos. Teremos os balanços da Alphabet, Facebook, Amazon e Exxon entre várias outras. Serão mais de 100 empresas do S&P divulgando seus números. Até aqui, das 169 empresas do S&P 500 que divulgaram resultados, 81% atenderam ou superaram as expectativas. Talvez seja isso que tenha ajudado o mercado na sexta-feira…veremos. Fora isso a agenda macro também é cheia com a divulgação dos PMIs, Payroll e reunião da OPEP.

• Ásia: China fica fechada a semana inteira por conta do feriado por lá. As bolsas asiáticas fecharam em alta na segunda-feira. A economia da China continuou a desacelerar. PMI Caixin manufaturas chinês caiu mais que o previsto para 49,1, ante est. 50 e ant. de 50,9.

• Europa: Na Europa, o índice Stoxx 600 avança, com destaque positivo de papéis do setor de tecnologia e negativo do de viagem e lazer.

• Futuros: tons mistos com queda para Dow e S&P, mas alta para o Nasdaq.

• Petróleo se mantém acima de US$ 90 e tem seu melhor janeiro em pelo menos 30 anos. Minério de ferro despenca em Cingapura com a China prometendo fortalecer a supervisão dos preços, que subiram na semana passada para o nível mais alto desde setembro.

• Agenda: teremos ao longo da semana os PMIs pelo mundo, sendo amanha nos EUA; sexta-feira é a vez do Payroll que mede a saúde do mercado de trabalho americano.

• Balanços: NXP Semiconductors, L3Harris Technologies, Otis Worldwide e Alexandria Real Estate Equities.

Calendário de Resultados da Semana

Gostou deste artigo?

Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro de tudo

    Desejo receber atualizações de notícias, eventos e ofertas

    Ainda não é cliente?

    Abra sua sua conta sem custos para ter acesso a todo o nosso material

    Abra sua conta