Avenue
Compartilhe este post

A democratização do acesso ao universo dos investimentos em empresas que, em tempos passados, era desafiadora e onerosa, hoje se tornou mais fácil e acessível, especialmente com o avanço das tecnologias. As Bolsas de Valores, por sua vez, desempenharam um papel crucial ao facilitar a participação de diversos investidores nesse cenário. Mas afinal o que é e porque se chama assim?
Curiosidade para uns, educação básica para outros, neste artigo vamos explorar mais sobre as famosas Bolsa de Valores.

 

O que é a Bolsa de Valores?

A bolsa de valores é um ambiente onde ocorrem as negociações de diferentes títulos, como ações, fundos imobiliários, ETFs, entre outros. Essencialmente, trata-se de um de ambiente comercial no qual empresas e investidores têm a possibilidade de comprar e vender os títulos.

A bolsa desempenha um papel muito importante, garantindo segurança nas negociações e oferecendo liquidez ao mercado, facilitando a compra e venda de valores mobiliários. A sua importância vai além dos investidores, impactando positivamente a vida da população.

 

Como a Bolsa de Valores funciona?

Fazendo uma analogia de como a bolsa funciona, pense em uma feira, onde os produtores expõem os seus produtos e os consumidores escolhem quais produtos desejam adquirir. A bolsa funciona de forma semelhante, sendo o ponto de encontro entre quem quer vender e quem quer comprar produtos financeiros, ou seja, ela foi criada para organizar essas negociações e atualmente elas são feitas online.

A bolsa possui dois mercados principais, primário e secundário. No primário, as empresas negociam novas ações diretamente com investidores, aumentando seu capital. Já no secundário, os investidores compram e vendem ações entre si, sem envolvimento direto da empresa.

Existem diversas bolsas de valores ao redor do mundo em diversos países como Japão, Inglaterra, França, dentre outros.

Alguns países como os Estados Unidos, possuem mais de uma bolsa, como a The New York Stock Exchange (NYSE) e a NASDAQ.

 

Benefícios da Bolsa de Valores:

  1. Redução das Assimetrias de Informação: Torna as informações sobre empresas mais acessíveis e igualitárias.
  2. Democratização dos Investimentos: Permite que pessoas comuns participem do mercado financeiro, não apenas grandes investidores.
  3. Redução dos Custos de Transação: Facilita e torna mais eficientes as operações de compra e venda.
  4. Queda no Risco de Negociação: Estabelece regras e padrões que reduzem riscos para os investidores.
  5. Aumento da Competitividade entre Empresas: Estimula a concorrência, contribuindo para o desenvolvimento do mercado.
  6. Financiamento de Inovações: Proporciona recursos para empresas investirem em pesquisa, desenvolvimento e inovação.

 

Como surgiu a Bolsa de Valores, segundo a história?

Historiadores apontam que a ideia das bolsas de valores começou por volta do século XIII, na cidade de Antuérpia, na Bélgica. Tudo começou através das negociações que eram feitas dentro da casa da família Van der Beurse, onde era negociado metais preciosos e moedas, ficando assim, popularmente conhecida na época como “a casa das bolsas”. Tal nome se deu principalmente por conta do brasão da família, que havia na porta da casa, que tinham três bolsas como símbolo.

Em 1531, a Bolsa de Antuérpia, na Bélgica, nasceu para atender à necessidade de um lugar mais seguro para realizar negócios. Muitos historiadores, no entanto, consideram essa a primeira bolsa de valores oficial, pois as pessoas faziam negócios baseados em especulações e boatos que afetavam os preços, além de empréstimos para financiar as viagens marítimas do período das Grandes Navegações.

No início do século XVII, os mercados de valores evoluíram até chegar às primeiras companhias formalmente constituídas por ações na Holanda. Em 1602, Companhia das Índias Orientais foi a primeira empresa de capital aberto, lançando suas ações a mercado, que eram escritas à mão em folhas de papel na época, dando origem a Bolsa de Valores de Amsterdã.

Já no século XIX, muitas outras bolsas de valores foram sendo criadas ao redor do mundo, como:

  • Bolsa de Valores de Londres em 1698[1]
  • Bolsa de Valores de Paris em 1724
  • Bolsa de Valores da Filadélfia (PHLX) em 1790[2]
  • Bolsa de Nova York em 1792 (NYSE)[3]
  • Bolsa de Bruxelas em 1801[4]
  • Bolsa de Tóquio em 1878[5]
  • Bolsa do Brasil em 1890, atualmente B3[6]

Uma curiosidade é que a New York Stock Exchange (NYSE), apesar de ser uma das bolsas mais importantes e famosas, atualmente sendo considerada a maior bolsa de capitalização do mundo[7], não foi a primeira nos EUA, já que antes da sua fundação, em 1790, a Bolsa de Filadélfia havia sido fundada.

 

As principais bolsas americanas: qual a diferença entre NASDAQ e NYSE?

A NYSE e NASDAQ são as maiores e mais importantes bolsas de valores do mercado financeiro mundial. No entanto, alguns importantes aspectos as diferenciam, como setor de atuação das empresas, volume de negociação, capitalização, dentre outros. Saiba mais em: NYSE e NASDAQ: entenda as diferenças entre as principais bolsas dos EUA – Avenue

 

Qual o horário das bolsas de valores americanas?

O horário de negociação nos Estados Unidos é das 9:30am às 16:00pm, horário de Nova Iorque, EST.

 

Como investir nas bolsas de valores americanas?

Atualmente o sistema de bolsa de valores é eletrônico e para você investir nela é preciso ter uma conta de investimentos internacional. Mas não se preocupe: é mais simples do que parece.  Através da Avenue, você abre sua conta em menos de 10 minutos, de forma totalmente digital. É só seguir o passo a passo a seguir:

  1. Vá em www.avenue.us ou no aplicativo;
  2. Clique em “Abrir sua Conta”;
  3. Preencha as informações necessárias e envie os documentos requeridos;
  4. Aguarde a aprovação do cadastro;
  5. Pronto, sua conta está aberta.

Depois desse processo, é só fazer uma transferência de recursos, fechar o câmbio, e começar os seus investimentos nas duas maiores bolsas do mundo.

 

Considerações finais:

As Bolsas de Valores desempenham um papel crucial no desenvolvimento econômico, proporcionando oportunidades de investimento, financiamento para empresas e contribuindo para a inovação. Conhecer seu funcionamento e os diferentes ativos negociados é de extrema importância para quem deseja participar desse mercado.

 

Leia também: BDR vs. Ações no Exterior: vantagens e desvantagens (avenue.us)

 

Disclaimers:

A situação de cada investidor é única e você deve considerar seus objetivos de investimento, tolerância ao risco e horizonte de tempo antes de fazer qualquer investimento. Investir envolve risco e você pode incorrer em um lucro ou perda, independentemente da estratégia selecionada. O conteúdo acima não é uma recomendação para comprar ou vender qualquer ativo individual ou qualquer combinação de ativos.

Qualquer informação não é um resumo completo ou declaração de todos os dados disponíveis necessários para tomar uma decisão de investimento e não constitui uma recomendação. Os investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os investidores.

Todo tipo de investimento, incluindo fundos, envolve risco. Risco refere-se à possibilidade de que você perderá dinheiro (tanto principal quanto qualquer ganho) ou não consiga ganhar dinheiro com um investimento. A mudança das condições do mercado pode criar flutuações no valor de um investimento em fundos. Além disso, existem taxas e despesas associadas ao investimento em fundos que geralmente não ocorrem na compra de ativos individuais diretamente

Avenue Securities Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. (“Avenue Securities DTVM”) é uma distribuidora de valores mobiliários brasileira devidamente autorizada pelo Banco Central do Brasil (“BCB”) e pela Comissão de Valores Mobiliários (“CVM”) Os saldos disponíveis em Reais são mantidos na Avenue Securities DTVM Ltda., uma instituição financeira regulada. Os fundos detidos pela Avenue Securities DTVM não são cobertos pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos).

 

[1] https://www.londonstockexchange.com/discover/lseg/our-history

[2] https://economiaenegocios.com/definicao-da-bolsa-de-valores-de-filadelfia-phlx/

[3] https://www.nyse.com/history-of-nyse

[4] https://www.euronext.com/en/markets/brussels

[5]  https://www.jpx.co.jp/english/corporate/about-jpx/history/01-01.html

[6]https://www.gov.br/investidor/pt-br/investir/como-investir/conheca-o-mercado-de-capitais/historia-do-mercado-de-capitais#:~:text=No%20estado%20de%20S%C3%A3o%20Paulo,resultando%20no%20fechamento%20da%20Bolsa

[7] https://www.investopedia.com/articles/basics/03/103103.asp l https://focus.world-exchanges.org/issue/january-2024/market-statistics

Fale com a gente