Como foi o mercado ontem:

Os principais índices americanos fecharam em território misto, com destaque para as ações de tecnologia que impulsionaram o S&P e o Nasdaq para novas máximas históricas.
• Dow: (-0,16%)
• S&P: (+0,43%)
• Nasdaq: (+0,90%)

• Setores: Destaque positivo para o setor de Consumo Cíclico XLY subindo (+0,8%) e Tecnologia XLF com ganhos de (+1,16%). Na ponta negativa tivemos Petróleo XLE caindo (-0,94%) e o índice Financeiro XLF com perdas de (-1,29%).
• Economia: Até o momento, o S&P 500 subiu 2,6% no mês de agosto, enquanto O Dow Jones Industrial Average e o Nasdaq Composite subiram 1,5% e 3,1%, respectivamente. O mês positivo veio com os resultados corporativos do segundo trimestre mostrando um forte crescimento nas vendas e nos lucros. Essa semana, os investidores aguardam os dados do relatório de empregos (payroll) na sexta-feira. Economistas ouvidos pela Dow Jones estimam que 750 mil empregos foram criados em agosto e que a taxa de desemprego caiu para 5,2%.
• Dólar: O dólar fechou em leve queda de 0,09%, cotado a R$ 5,18

Notícias Corporativas

As ações da Affirm ($AFRM), empresa especializada em pagamentos digitais, dispararam 46% na sessão de ontem, depois de anunciar uma parceria com a Amazon que permitirá aos clientes pagar ao longo do tempo por compras a partir de U$ 50.

Li Auto ($LI)

A montadora chinesa de carros elétricos, Li Auto, reportou seus resultados referentes ao segundo trimestre fiscal ontem pela manhã. Suas receitas totalizaram U$ 780 milhões, crescimento de 40% em relação ao 1 trimestre, e o prejuízo por ação foi de -U$0,01, em linha com o consenso.

A companhia entregou 17.575 veículos, um aumento de 166% em relação ao ano anterior, e para o próximo trimestre, ela projeta entregar entre 25.000 e 26.000 automóveis. Suas ações caíram cerca de 2% na sessão, e no ano, registram leve alta de 1,77%.

Zoom ($ZM)

Após o fechamento dos mercados, a Zoom Video Comunications divulgou seus números trimestrais, que vieram acima do consenso dos analistas. A empresa apresentou um lucro por ação de U$1,36 ante consenso de U$1,16, e receitas somando U$ 1,02 bilhões, um aumento de 53% YoY.

A orientação para o ano inteiro inclui receitas de U$ 4,01 bilhões a U$ 4,015 bilhões, ligeiramente acima do consenso, e lucro por ação ajustado de U$ 4,75 a U$ 4,79, superando a estimativa de U$ 4,66.

A princípio, os resultados parecem não ter agradado os investidores. As ações da companhia caiam cerca de 8% no aftermarket, e no ano, elas acumulam ganhos de 1%.


Stone Co ($STNE)

As ações da Stone também operavam em queda no aftermaket, após a divulgação de seus resultados do trimestre. Suas receitas somaram R$ 613 milhões, queda de 8% em relação ao mesmo período do ano passado, e o prejuízo por ação ficou na casa dos – R$ 0,47, revertendo um lucro de R$ 150 milhões, registrado no 2o trimestre de 2020. O volume total de pagamentos cresceu 58% YoY para R$ 60,4 bilhões.

Na semana passada, a empresa já havia antecipado em fato relevante que pausou a oferta de crédito no mês de junho, devido a impasses com o novo sistema de registro de recebíveis. Ela também ajustou para baixo suas expectativas de recuperação de crédito em atraso e disse que observa um cenário de maior inadimplência.

A Stone está avaliada hoje em aproximadamente U$ 15 bilhões e negocia a 32x lucros para 2022. No ano, suas ações acumulam queda de 38%.

 

 

O que esperar para o mercado hoje:

• Ásia: Durante a madrugada no continente asiático, as ações operaram em tons positivos. O índice de Shangai (+0,45%), enquanto no Japão, a Nikkei fechou (+1,08%).

• Europa: Na Europa, hoje as 8:30h da manhã no horário de Brasília, a Euro Stoxx também opera em (+0,30%). A CAC40 (índice francês) (+0,08%) e a DAX (índice alemão) (+0,55%), enquanto, na Inglaterra (FTSE100) (-0,20%).

• Futuros: e os futuros americanos temos o Nasdaq com +0,22%, +0,17% para o S&P e de +0,14% para o Dow.

• Agenda: às 9:30 temos o PIB referente ao segundo trimestre do ano e os dados de Pedidos Iniciais de Seguro • Agenda: às 10:45 temos o PMI de Chicago, e às 11h os dados de Confiança do Consumidor para agosto.

• Balanços: NetEase, Futu, Desinger Brands e CrowdStrike.

 

Gostou deste artigo?

Se inscreva na nossa newsletter e fique por dentro de tudo

    Desejo receber atualizações de notícias, eventos e ofertas

    Ainda não é cliente?

    Abra sua sua conta sem custos para ter acesso a todo o nosso material

    Abra sua conta