Compartilhe este post

A Mastercard reportou nessa quinta-feira (26/10/2023), antes da abertura do mercado, os seus resultados do 3T23. Os números vieram mistos relativamente as expectativas do mercado, mas as suas ações reagiram de forma negativa.

A receita reportada pela empresa cresceu 14% ano contra ano (11% excluindo o efeito de câmbio) e veio em linha com a expectativa de mercado, nos US$ 6,5 bilhões. O lucro líquido ajustado no trimestre alcançou os US$ 3,39 por ação, acima dos US$ 3,23 que Wall Street estava estimando. O volume bruto de dólares transacionados no trimestre atingiu os US$ 2,31 trilhões, que veio levemente abaixo dos US$ 2,32 trilhões estimados. O volume nos Estados Unidos surpreendeu positivamente, mas os volumes internacionais vieram aquém do estimado.

Apesar dos bons resultados do trimestre, com crescimento anual em na média em linha com as expectativas, a gestão da empresa apontou para indicadores de desaceleração, estimado um crescimento menor do que o anteriormente esperado para o quarto trimestre de 2023, apontando para moderação nos gastos dos consumidores. Os juros mais altos e receios relativamente a uma possível recessão, deixa os consumidores e consequentemente a gestão da Mastercard cautelosos. Esses comentários estão pesando na performance do dia das ações da empresa.

 

Números Gerais:

– Receitas: US$ 8,6 bilhões vs. US$ 8,55 bilhões esperado pelos analistas.

– Lucro por Ação: US$ 2,33 ajustado vs. US$ 2,24 estimado.

– A Mastercard possui um valor de mercado de aproximadamente US$ 347 bilhões, P/E (price/earnings) de 34,55, dividend yield de 0,62% e no ano as suas ações sobem cerca de 6,4%.

 

Para mais resumos como este, acesse o nosso canal no Telegram: https://t.me/avenuesec

 

 

Fale com a gente