Avenue
Compartilhe este post

A XP Inc reportou nesta segunda-feira (14/08/2023), depois do fechamento do mercado os seus resultados do 2T23 e suas ações repercutem de forma neutra a divulgação dos números.

Os números apresentados pela empresa trouxeram tons mistos. Se por um lado, os ativos totais de clientes cresceram 21% na comparação com o 2T22 atingindo R$ 1,02 trilhões e 7% ante o 1T23 – reflexo em boa parte da melhor performance do mercado de renda variável e evolução do montante alocado em renda fixa – e a captação (vetor fundamental para o crescimento da empresa) mostrou um crescimento importante ante o fraco 1T23, por outro lado, olhando em bases anuais os números de captação ainda se mostram fracos caindo 49% ante o 2T22.

 

As receitas cresceram 3% na comparação anual, essencialmente por conta do seu segmento de varejo o qual respondeu por 78% da receita – nesse caso puxados pelo aumento em receitas de Float e o crescimento de outros segmentos como Previdência, Cartões, Crédito e Seguros. As despesas caíram 15% na comparação anual com o menor número de colaboradores (337 a menos) – despesas de Pessoal caíram 18% ante o 2T22. Com isso a empresa conseguiu entregar um crescimento de 7% no lucro líquido na comparação anual, chegando a R$ 977 milhões. A empresa encerrou o trimestre com mais de 4 milhões de clientes ativos, um crescimento de 11% na comparação anual, mas uma taxa mais modesta de 1% ante o 1T23. Além disso, ela seguiu crescendo sua rede de assessores de investimentos os quais alcançaram 14,1 mil, crescimento de 25% ante o 2T22.

 

Resultados Gerais:

– Receitas: R$ 3,549 bilhões ante R$ 3,429 bilhões no 2T22.

– Lucro Líquido por Ação: R$ 1,85 versus R$ 1,63 no 2T22.

– A XP possui um valor de mercado de aproximadamente US$ 14 bilhões, PE (price/earnings) de 18,1, não paga dividendos e no ano as suas ações sobem cerca de 60%.

 

Para mais resumos como este, acesse o blog da Avenue: https://avenue.us/resultados-trimestrais/

Fale com a gente