Avenue
Compartilhe este post

A Disney reportou nesta quarta-feira (09/08/2023), após o fechamento de mercado os seus resultados do 3T do ano fiscal de 2023 – referente ao 2T de do ano – e seus números vieram mistos em relação as estimativas do mercado, com suas ações reagindo positivamente.

Devido a desafios no streaming e custos de reestruturação, sua receita no trimestre totalizou US$ 22,33 bilhões, um aumento de 4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, porém ligeiramente abaixo das expectativas de Wall Street, que eram de US$ 22,49 bilhões. No entanto, o lucro por ação ajustado ficou em US$ 1,03, superando as estimativas de 95 centavos por ação.

No que diz respeito aos assinantes da Disney+, houve uma queda de 7,4%, com um total de 146,1 milhões de assinantes, comparado ao trimestre anterior. A perda foi maior do que o esperado, impactada principalmente pela redução de 24% nos assinantes da Disney+ Hotstar, após a perda dos direitos das partidas de críquete da Indian Premier League.

Em relação aos diferentes segmentos, a divisão de parques, experiências e produtos apresentou um desempenho notável, registrando um aumento de 13% na receita, alcançando US$ 8,3 bilhões no trimestre. Esta área teve força em seus parques internacionais, embora os parques domésticos, como o Walt Disney World na Flórida, tenham enfrentado uma desaceleração no comparecimento e nas compras de quartos de hotel.

O segmento de estúdios de cinema teve desempenho misto. Embora filmes como “Avatar: A Caminho da Água” e “Guardiões da Galáxia Vol. 3” tenham gerado mais de US$ 3 bilhões globalmente, outros títulos como “Elemental” da Pixar e “Indiana Jones e o Disco do Destino” não alcançaram as expectativas, gerando US$ 423 milhões e US$ 369 milhões globalmente, respectivamente.

Quanto às perspectivas futuras, o CEO Bob Iger indicou que a empresa está focando em melhorar a qualidade dos filmes a serem lançados, bem como reduzir o número de lançamentos e os custos por título. Iger também mencionou que as redes de TV da Disney, excluindo a ESPN, podem não ser mais consideradas centrais para o negócio – destacando que os estúdios de cinema, os parques e o streaming permanecem como os principais impulsionadores do crescimento e criação de valor nos próximos anos. Além disso, a Disney planeja aumentar o preço de seu serviço de streaming sem anúncios em outubro e tomar medidas contra o compartilhamento de senhas.

Resultados Gerais:

– Receitas: US$ 22,33 bilhões (+4% a/a) vs. US$ 22,49 bilhões esperados pelos analistas.

– Lucro por Ação: US$ 1,03 (-6% a/a) vs. US$ 0,99 estimado.

– Assinantes no Disney+: 146,1 milhões vs. 151,11 milhões esperados.

– A DIS possui um valor de mercado de aproximadamente US$ 184 bilhões, PE (price/earnings) de 55,64, beta de 1.30, não paga dividendos e no ano as suas ações sobem cerca de 13%.

Para mais resumos como este, acesse o blog da Avenue: https://avenue.us/resultados-trimestrais/

Fale com a gente